Início Login Geo-Systems Cad Studio Autodesk
News
No Sul da Bahia, Arquiteto Colombiano Constrói Casas Utilizando Bambu Planta é utilizada como matéria prima na construção de casas e móveis. Bambu é utilizado por causa de sua leveza, resistência e flexibilidade.

Na região do Baixo Sul baiano existem muitos empreendimentos que utilizam o bambu como matéria prima na construção de casa. No sul do estado um arquiteto colombiano vem utilizando bambu com muito sucesso. A planta é utilizada por causa de sua leveza, resistência e flexibilidade. Além disso o crescimento acelerado possibilita matéria prima barata para construção de casas.

A introdução do bambu típico da Amazônia na Bahia tem um motivo especial: promover a sustentabilidade. Além de bonita, rústica e com uma arquitetura moderna, a casa feita de bambu e cimento impressiona. As técnicas utilizadas nesse tipo de construção foram desenvolvidas pelo arquiteto colombiano Simon Velez. Há anos ele se especializou e adotou o bambu como matéria prima de seus projetos.

“O bambu é um material estrutural, natural e extraordinário. A resistência do aço e do bambu são muito parecidas.”, explicou o arquiteto.

Para construir uma casa grande, seria necessário derrubar uma pequena floresta com 130 árvores que demoraram mais de 30 anos para se desenvolver. Com o bambu a história é diferente: como a planta brota novamente após o corte, a medida de que a casa vai sendo construída uma nova planta está nascendo. O bambu cresce em média 23cm por dia. Ao final da construção se tem uma nova árvore com 20 metros cada.

“O bambu se adapta bem em áreas tropicais e aqui o crescimento é muito rápido, em média 23 cm. No Brasil a média é de 38 cm e na China há relato de 1m21 por dia”, garante o construtor Cláudio Maia.

Estrutura
O piso foi feito com sobras da obra assim como as portas e os móveis. Algumas peças misturam madeira retirada de uma outra árvore também muito resistente, a pupunha. De uma mesma árvore o produtor pode extrair o palmito ou aproveitar a madeira. A diferença está no manejo. Se retirar o palmito espera-se em torno de dois anos. Já para aproveitar a madeira deve-se aguardar em torno de 10 anos e assim como o bambu a pupunha também brota novamente ao ser cortada.

“O manuseio é muito fácil para o profissional trabalhar na obra. Já fizemos o teste na região e vários profissionais já estão realizando serviços com o bambu”, completa Maia.

 

FONTE: http://g1.globo.com/bahia/noticia/2012/06/no-sul-da-bahia-arquiteto-colombiano-constroi-casas-utilizando-bambu.html

Pro-Systems Informática Ltda © 2018 | Todos os direitos reservados